top of page

Análise dos Preços do Mercado Imobiliário em Portugal (2 QTR 2023)

O mercado imobiliário é um setor que desempenha um papel crucial na economia de qualquer país. A análise dos preços por metro quadrado (m²) é uma métrica importante para entender as tendências e variações nesse mercado. Neste artigo, iremos analisar os preços m² (segmento residencial) no setor imobiliário em Portugal, com base nos dados fornecidos pela REATIA.

Amostra sem Duplicados

A amostra utilizada neste estudo é baseada nos dados fornecidos pela REATIA e foi cuidadosamente selecionada para garantir que não haja imóveis duplicados. Essa abordagem é estatisticamente vantajosa por várias razões.

Primeiramente, ao evitar duplicatas, reduzimos o viés e a distorção dos resultados. Quando um imóvel é contado várias vezes na amostra, ele acaba por exercer uma influência desproporcional nos resultados gerais, levando a uma estimativa inadequada dos preços médios. A exclusão dos imóveis duplicados garante uma distribuição mais equilibrada da amostra e, portanto, resultados mais precisos.

Além disso, ao remover imóveis duplicados, estamos a melhora representatividade da amostra. A inclusão de imóveis duplicados pode superestimar a importância de certas áreas ou tipos de imóveis, enquanto subestima outras regiões.

Impacto na Determinação dos Preços Médios Estatísticos

A exclusão de imóveis duplicados tem um impacto significativo na determinação dos preços médios estatísticos. Os preços médios são calculados pela soma de todos os preços dos imóveis na amostra e, em seguida, dividindo esse valor pelo número total de imóveis. Se houver duplicatas na amostra, esses imóveis influenciarão desproporcionalmente o cálculo dos preços médios.

Análise dos Preços por Metro Quadrado

Com base nos dados fornecidos pela REATIA, realizamos uma análise dos preços por metro quadrado nos diferentes distritos de Portugal. Abaixo, apresentamos os resultados obtidos:


Distrito


Número de Fogos

Gama Alta (€/m²)

Gama Média (€/m²)

Gama Baixa (€/m²)

Aveiro

​9786

2762,24

1792,29

1240

Beja

545

1460,67

1132,08

890

Braga

9388

2285,20

1677,30

1302,58

Bragança

572

1178,31

973,68

787,88

​Castelo Branco

1717

1420,12

1023,81

791,67

Coimbra

6644

2515,29

1803,28

1240,64

Évora

961

4505

1966,67

1023,86

Faro

22311

3844,87

2825,67

2137,40

​Guarda

621

987,65

757

580,53

Leiria

6131

2179,78

1556

1145,99

​Lisboa

69416

4860,65

3146,64

2170,72

Portalegre

531

1023,62

785,71

536,20

Porto

46665

3533,09

2455,48

1726

​Santarém

4688

1458

1126,76

863,01

​Setúbal

24801

2620,98

2005,38

1593,67

Viana do Castelo

2602

2434,78

1697,19

1260,50

Vila Real

931

1903,57

1313k13

920

Viseu

2538

1903,57

1331,17

931,03


O mercado imobiliário em Portugal tem apresentado tendências distintas em diferentes regiões do país. Uma análise abrangente dos preços imobiliários em diferentes distritos do país revela algumas tendências interessantes. Os distritos localizados nas regiões centrais e norte do país, como Lisboa, Porto, Aveiro e Braga, tendem a ter preços mais elevados. Essas áreas são altamente procuradas devido à sua proximidade a centros urbanos, infra-estruturas desenvolvidas e acesso a serviços de alta qualidade.

Por exemplo, Lisboa, como capital do país e principal centro económico, apresenta os preços mais altos do mercado imobiliário português. Com uma oferta de 69.416 fogos residenciais à venda, os preços por metro quadrado (m²) atingem uma média de 4.860,65€ na gama alta, 3.146,64€ na gama média e 2.170,72€ na gama baixa. Esses valores refletem a grande procura por propriedades na capital, tanto para residências como para investimento.

No extremo oposto, encontramos distritos como Guarda e Portalegre, que apresentam preços mais baixos. Guarda tem apenas 621 fogos residenciais disponíveis, com preços médios de 987,65€/m² na gama alta, 757€/m² na gama média e 580,53€/m² na gama baixa. Portalegre, por sua vez, possui 531 fogos, com preços ainda mais acessíveis, como 1023,62€/m² na gama alta, 785,71€/m² na gama média e 536,21€/m² na gama baixa. Esses distritos podem ser uma opção interessante para quem procura propriedades mais económicas. Em termos de disponibilidade, alguns distritos têm uma oferta maior de fogos residenciais à venda. É o caso de Faro, com 22.311 fogos, Lisboa, com 69.416 fogos, e Porto, com 46.665 fogos. Esses distritos, especialmente aqueles localizados nas regiões turísticas do Algarve e do Porto, têm uma grande procura tanto por compradores nacionais como estrangeiros, o que pode influenciar os preços.

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page